ANIMAÇÃO - CANCIONEIRO <<

 

BADUM A S.JOÃO DE BRITO

 

 

Sol                    Mim

Nasceu em Lisboa

                  Lám               Ré

Como um miúdo qualquer,

         Sol                            Mim

Mal sabia o que o esperava,

             Lám                  Ré

Esteve quase p'ra morrer.

 

Quando ainda era puto

Foi ao confessionário,

E o padre o aconselhou

A ir p'ra missionário.

 

Refrão :

    Sol           Mim

Badum, Badum,

     Lám                      Ré

Badum, Badum, Badero

              Sol          Mim

Barabadum, badum,

      Lám                      Ré

Badum, badum, badero

Sol                    Mim

Era S.João de Brito

            Lám                  Ré

Um homem muito porreiro

Sol                              Mim

Nem sequer foi escuteiro

      Lám              Ré

E é nosso padroeiro.

 

 De todos os países

Por onde ele passou,

Desde Goa à Guiné,

A palavra de Deus levou.

 

Chegado ele à Índia,

Deu com as tropas do Marajá,

Que o obrigaram a dizer :

"Xivá, Xivá, Xivá..."

 

Refrão:

 

Foram as tropas do Marajá

Que puseram tudo a perder,

Pela palavra de Deus,

À guilhotina foi morrer.

 

De S.João de Brito

É esta a história,

Que através do nosso canto

Se tornou numa paródia.