ANIMAÇÃO - CANCIONEIRO <<

NÃO HÁ ESTRELAS NO CÉU

  (Rui Veloso)

 

 

Não há estrelas no céu

A dourar o meu caminho,

            Fá                       Sol

Por mais amigos que tenha
           Dó

Sinto-me sempre sozinho.

De que vale ter a chave
De casa para entrar?

Ter uma nota no bolso

P’ra cigarros e bilhar?

 

Refrão :

              Lám                        Ré

A primavera da vida é bonita de viver,

            Sol                 Fá

Tão depressa o Sol brilha

               Sol                           Dó
Como a seguir está a chover.

          Lám                     

Para mim hoje é Janeiro,

               Ré

Está um frio de rachar,

       Sol                               Fá

Parece que o mundo inteiro
     
Mim             Rém    Dó

Se uniu p’ra me tramar.

 

Passo horas no café,
Sem saber para onde ir;

Tudo à volta é tão feio,
Só me apetece fugir.

Vejo-me à noite ao espelho,

O corpo sempre a mudar;
De manhã ouço o conselho

Que o velho tem p’ra me dar.

 

Refrão

Vou por aí às escondidas,
A espreitar às janelas,
Perdido nas avenidas e achado nas vielas.

Mãe, o meu primeiro amor
Foi um trapézio sem rede;
Sai da frente por favor,

Estou entre a espada e a parede.

 

Não vês como isto é duro,
Ser jovem não é um posto,
Ter de encarar o futuro

Com borbulhas no rosto.

Porque é que tudo é incerto,
Não pode ser sempre assim,

Se não fosse o Rock and Roll,
O que seria de mim?

 

Refrão

 

Ré Sim Sol      Lá               Ré

Não    há      estrelas no céu . . .